Logo

Os Axiomas de Zurique (ou Como Ser um Especulador de Sucesso)

Max Gunther solta as palavras e ministra como ser especulador de sucesso, principalmente em bolsas de valores. Seu guia são os Axiomas de Zurique, doutrina que trata de riscos e das maneiras de administrá-los.

 

O clube de suíços, que cunhou a expressão “Os Axiomas de Zurique”, compartilhava a convicção de que ninguém fica rico por meio de salário.

 

RISCOS. Se seu mais importante objetivo na vida for fugir de preocupações, você nunca deixará de ser pobre. E pode morrer de tédio. A vida é pra ser vivida como uma aventura e não de forma vegetativa; aventura na acepção de episódio no qual se enfrenta algum tipo de risco e se procura superá-lo.

 

A menos que você tenha pais ricos, a única maneira de sair da pobreza é submeter-se a riscos. Que diferença faz se você ficar um pouquinho mais quebrado, na tentativa de se tornar mais rico? Se puder escolher entre preocupações e pobreza, sempre prefira as preocupações.

 

Vale a pena explorar as respostas sobre possíveis diferenças entre investir e especular. Na verdade, não existe diferença nenhuma, pois todo investimento é especulação. A diferença está no ponto em que algumas pessoas o admitem e outras não.

 

GANÂNCIA. Ao reduzir a ganância, você aumenta as suas chances de entrar para o seleto grupo dos ricos. Aposte sempre nos períodos breves e modestos. Não se deixe dominar pela ganância. Quando estiver com um bom lucro, antes prefixado, venda o ativo e caia fora, ou seja, realize o lucro cedo demais, porquanto não se pode saber de antemão quanto vai durar uma onda de ganhos.

 

ESPERANÇA. Um amador queda esperando as coisas melhorarem; um profissional estuda o meio de se safar quando pioram. Quando o barco começar a afundar, abandone-o. Aceite as pequenas perdas com um sorriso, como fatos da vida, já que elas lhe protegem das grandes perdas.

 

PREVISÕES. Especialistas de toda ordem sabem de cor esta regra: se não consegue prever certo, prevejam muito. Desconfie de quem afirme que conheça um evento sequer do futuro.

 

PADRÕES. No momento em que você começa a acreditar em padrão de ordem nos assuntos financeiros, você está correndo risco. Sabemos que a razão pela qual não encontramos a fórmula é só uma: ela não existe.

 

Cuidado com a armadilha do historiador, que é um tipo especial de ilusão de ordem. Baseia-se na crença muito antiga e totalmente sem fundamento de que a história se repete.

 

Às vezes, a história se repete, é verdade; com frequência isso não acontece. Mesmo quando a repetição ocorre, jamais é de forma confiável, a ponto de você apostar seu dinheiro com prudência.

 

O mercado de ações não obedece a padrão nenhum. O preço de uma ação, ou de qualquer coisa que se compre visando a lucro, subirá se tivermos sorte.

 

MOBILIDADE. Jamais deite raízes em um investimento acreditando que ele lhe deve alguma coisa ou, o que é igualmente ruim, que você lhe deve um pouco mais de prazo para que ele demonstre do que é capaz.

 

INTUIÇÃO. Se você tiver um palpite muito forte, só confie nele se puder explicá-lo, ou seja, se for capaz de identificar em sua mente um banco de dados no qual pode supor, com razoável certeza, que o palpite dele se originou. Não confunda palpite com esperança.

 

OTIMISMO. Nunca entre numa jogada por otimismo. Em vez disso, saia atrás de confiança, que é saber lidar com o pior. Antes de por seu dinheiro em negócio, pergunte-se como recuperá-lo se der errado. Com isso bem resolvido, você terá mais que otimismo; terá confiança.

 

CONSENSO. A maioria, embora nem sempre esteja automaticamente errada, na maior parte das vezes está. A maior e mais frequente pressão sobre você será a dos que querem obrigá-lo a ir com o rebanho. É da natureza dela que você compre na alta e venda na baixa. A pressão da maioria não é só capaz de demolir um bom palpite, como também nos faz duvidar até mesmo quando sabemos que temos razão.

 

TEIMOSIA. Se não deu certo da primeira vez, esqueça. Não engula a ideia, tentadora porém falaciosa, de que é possível melhorar uma situação ruim fazendo preço médio. Dê importância à liberdade de escolher seus investimentos apenas pelos méritos deles.

 

PLANEJAMENTO. Não conseguimos enxergar sequer os eventos da semana seguinte. Imagina os eventos daqui a um, dois, cinco, dez anos? 

 

Investimentos de longo prazo têm lá seus encantos. Você toma uma só decisão e relaxa. O maior dos encantos, talvez, seja o que o livre de tomar decisões constantes e muitas vezes penosas.

 

O investimento deve ser reavaliado, no mínimo, a cada três meses, tendo  de se justificar novamente.

 

Só existe um plano financeiro de longo prazo de que você precisa: o plano de ficar rico.

 

 

Referência: Gunther, Max. Os Axiomas de Zurique. Trad. de Isaac Piltcher. 16º ed. Rio de Janeiro, Best Business, 2020.

 

RESENHADO POR:

DEUSMAR JOSÉ RODRIGUES

Contador e Advogado

 

CONTATO:

www.ottcontabilidade.com.br

 


Voltar


Compartilhar

Todos os direitos reservados ao(s) autor(es) do artigo.

Fale Conosco

Fone(s): (62) 3624-4268 / (62) 3624-4139

contato@ottcontabilidade.com.br

Localização

Av. T-7, n.º 371, Edif. Lourenço Office, salas 1102 e 1103, Setor Oeste, CEP 74140-110, Goiânia (GO)

Direitos Reservados à ® | 2022

Content

Informe seus dados

ajuda-chat
ajuda-chat
ajuda-chat_open